• Facebook Page: 100000238138589&ref=ts
  • Twitter: ifscgaspar

acesso informacao

Alunos promovem exposição fotográfica tendo como perspectiva um olhar sobre si a partir do passado, presente e futuro PDF Imprimir E-mail

Quem passar pelo hall de entrada do Câmpus Gaspar, até o dia 03 de outubro, vai encontrar uma exposição fotográfica sobre a concepção de tempo e a influência dele sobre a vida do ser humano. A exposição "Olhar sobre si: passado, presente e futuro" tem curadoria da professora de Artes Fernanda Trentini e está sendo promovida pelos alunos da segunda fase dos cursos técnicos integrados em Informática e Química. As fotografias são o resultado de um trabalho interdisciplinar que envolve professores de Artes, Física, História e Português. "Em Física, trabalhamos o conceito de tempo para introduzir o tema de movimentos dos corpos. Para falar sobre o assunto, fiz a proposta para os professores das outras matérias para trabalharmos juntos”, explica o professor Felisberto Ferreira Júnior.

 

 

 


As fotografias são dos próprios alunos e a proposta era que eles trouxessem imagens suas antigas, do presente e de como se imaginam no futuro. Na aula de História, o professor pediu que os estudantes elaborassem relatos das fotos antigas deles e dos demais colegas para instigá-los sobre a construção da história e o papel do historiador e esses textos serão avaliados também pelos professores de Português. Na de Artes, a proposta era representar o presente a partir da obra de David Hockney, um dos mais importantes artistas britânicos da segunda metade do século XX. Já na de Física, a avaliação será feita na foto do futuro tendo como perspectiva a habilidade de prever eventos a partir de informações do presente.

 

Maria Clara dos Santos, aluna do integrado em Informática, resolveu escolher uma foto fazendo uma cara de triste para representar um episódio que aconteceu quando ainda era criança e no futuro ela escolheu uma imagem com uma mala para representar o que espera de sua carreira profissional. “Eu fiz a cara de triste porque lembrei de uma história que a minha avó conta quando fomos no cinema e neste mesmo dia iríamos tirar fotos com um fotógrafo, mas atrasou e não conseguimos fazer. As fotos de hoje eu fiz uma montagem de várias fotos do rosto e a do futuro é como eu me imagino. Gostei bastante da atividade porque permitiu também conhecer um pouco mais da história de quem estuda com a gente.”

 

Para retratar o passado, a aluna Bárbara Mafra, do técnico integrado em Informática, trouxe uma foto andando em cima de um triciclo, para o presente, foram mais de 15 a 20 fotos do rosto e no futuro ela se imagina se formando no IFSC e escolhendo uma faculdade. “Eu gostei muito do resultado das fotos. Nunca tinha parado para pensar nessas questões e para mim o mais difícil foi retratar o futuro.”



 

 

Por Beatrice Gonçalves | Jornalismo IFSC

 

Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.