• Facebook Page: 100000238138589&ref=ts
  • Twitter: ifscgaspar

acesso informacao

Câmpus Gaspar recebe workshop sobre energia solar PDF Imprimir E-mail

O projeto Bônus Eficiente Linha Fotovoltaica, uma parceria entre a Celesc e a Engie Solar que subsidiou sistemas fotovoltaicos residenciais para mil catarinenses, irá promover um workshop com o objetivo de tirar dúvidas e disseminar informações sobre a microgeração de energia solar na próxima terça-feira (29) às 9h no Câmpus Gaspar. O evento é aberto ao público, mas é preciso fazer inscrição através do site www.celesc.com.br/peecelesc.

 

 

O projeto já instalou mais da metade dos equipamentos previstos para os clientes do Vale e, nas próximas semanas, iniciará os trabalhos no Norte do Estado. No total, a iniciativa já instalou mais de 400 sistemas de energia solar em Santa Catarina. Um desses sistemas é o de Marcelo Rodrigues Nunes, morador de Navegantes. “Eu já havia pesquisado sobre energia solar, então quando vi a possibilidade de adquirir um sistema com desconto, aproveitei. Quero diminuir o valor de minha conta de energia, que estava ficando cada vez mais alta. Também é muito bacana saber que vou gerar minha própria energia limpa”, afirmou.


“Esses workshops acontecerão em várias cidades pelo estado para explicar como funciona a energia solar. O Bônus Fotovoltaico recebeu mais de 11 mil inscrições, o que demonstra o grande interesse dos catarinenses pelo assunto”, explica o presidente da Celesc, Cleverson Siewert.


Ao todo serão seis workshops, um em cada região de Santa Catarina, com representantes da Celesc, Engie Solar e do Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina (IDEAL): “As pessoas querem saber como gerar a sua própria energia. Eventos assim são fundamentais para transmitir conhecimento e acelerar a popularização do uso da energia solar”, destaca o presidente da ENGIE Solar, Rodolfo de Sousa Pinto.


O bônus Eficiente Linha Fotovoltaica é um marco para a energia solar no País, tanto por sua proposta inédita de oferecer subsídio na compra quanto pelo número de unidades disponibilizadas. Atualmente, em todo o Brasil, existem apenas 13.200 desses sistemas conectados à rede elétrica.


Com recursos de R$11,3 milhões do Programa de Eficiência Energética ANEEL/Celesc, o projeto acelera a popularização da microgeração de energia em Santa Catarina. Os consumidores aprovados adquiriram sistemas fotovoltaicos de 2,6 kWp, pagando apenas R$ 6.682,33, ou seja, 40% do custo total praticado no mercado.


“O benefício para o consumidor é a economia na conta de energia elétrica que, após a instalação dos painéis fotovoltaicos, pode chegar a R$ 2 mil por ano. Com isso, o investimento individual no sistema será recuperado em pouco mais de três anos”, esclarece o chefe da Divisão de Eficiência Energética da Celesc, Marco Aurélio Gianesini.


 

Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.